21
Dez
06

Escola

    Agora que
começaram as férias para todos lembrei-me dos meus primeiros anos na escola,
lembrei-me que só houve um dia que quis ir à escola, aquele antes de ter tido
aulas, depois disso nunca mais gostei das escolas. Quando se chega a uma
escola, rotulado como sendo de outro sítio, ficamos excluídos do grupo, mas
pior é quando a própria professora era saída das escolas de formação do tempo
de Salazar e ainda usava métodos repressivos dessa altura.
    Tive os
meus primeiros e piores anos de escola na escola primária do Pesqueiro, São
Bartolomeu, ali não havia descriminações, de acordo com a professora todos eram
iguais excepto eu que era diferente. Claro que eu era diferente, os outros não
levavam reguadas de forma arbitrária nem lhes eram puxadas as orelhas, era só a
mim que esses castigos eram aplicados. Recentemente encontrei um antigo colega
dessa escola, pedi-lhe que contasse a uma pessoa o que lá havia se passado pois
eu tinha contado e não tinham acreditado que fosse assim tão mau, no entanto
esse antigo colega além de ter confirmado ainda relembrou que quando se ia ao
quadro e não se acertava na resposta o castigo dessa dita professora era pegar
na cabeça do aluno e dar com ela contra o quadro, enfim a dita senhora tinha as
técnicas todas aprendidas com a pide.
    No entanto
tive sorte, mudei-me para outra escola, aonde era aceite e ao menos
ensinaram-me a fazer contas de dividir, coisa que a outra senhora nem se tinha
dado ao trabalho de ensinar, essa outra escola aonde os métodos de ensino eram
mais modernos era a do bairro do Lameirinho, ou seja, o pior bairro da ilha, no
entanto lá eu não era posto de parte pela professora, não apanhava reguadas sem
motivo nem era posto num canto da sala.
    Hoje se vir
a dita professora a atravessar a estrada fora de uma passadeira, não irei
travar, que se dane, ela dizia que era diferente dos outros por isso irei ser,
não irei travar.
    Mais um
outro pormenor que me lembrei, na dita escola do Pesqueiro, todos os outros
putos podiam-me dar porrada, porque quando me queixava à professora, o que me
acontecia era…levar uma estalada, mas enfim como podia eu defender-me se os
outros tinha mais idade do que eu, sim porque ali ao que parece as crianças
ficavam até aos 12 anos para acabar a escola, hoje são hábeis mestres de obras,
carpinteiros marginais e policias, belo legado deixou aquela professora.

P.S. – Para que constem, consegui terminar o 12º ano numa
escola profissional num curso de técnico de televisão, áudio e vídeo com média
14.(isto sem ter estudado um dia que fosse).


1 Response to “Escola”


  1. 1 X
    21/12/2006 às 10:23

    Infelizmente, optaste por não estudar… Se o tens feito, terias com certeza média de 20!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: