08
Dez
06

Aviões.

    São máquinas
maravilhosas que cruzam os céus diariamente, um tributo para a ingenuidade
humana e à persistência em seguir um sonho antigo. É de certa forma mágico como
eles se elevam nos ares apenas através da sustentação aerodinâmica das asas que
criam um diferencial de pressão negativo na sua parte superior.
    A minha
primeira memória que guardo de ver aviões foi quando ainda criança ver dois
jactos a sobrevoar a cidade de Angra e terem efectuado um loop, achei
maravilhoso como aquelas aves de metal eram rápidas ruidosas e simplesmente
bonitas, desde então sempre gostei de ver aviões. Tenho só pena de não ter um
na garagem, mas ao menos tive o privilégio de ao menos uma vez na vida saber o
que é pilotar um pequeno mono motor depois de o piloto deste ter descolado e
passado para mim os controlos durante 20 minutos, foi de facto uma recordação
que guardarei para sempre na memória.
    Agora
apenas posso observar os aviões lá no alto e imaginar como seria puxar um jacto
de combate à sua potência máxima e passar a barreira do som. Mas enquanto os
aviões tiverem asas, irei sempre sonhar com eles pois são de facto as mais
belas máquinas do mundo.
    De todos
aviões alguma vez feitos, o meu favorito é o antigo F-104 Starfighter, feito na
década de 50, com asas curtas e extremamente aerodinâmico continua na minha
opinião a ser um dos mais lindos jactos de combate alguma vez feitos, com a
vantagem de voar a duas vezes a velocidade do som. Infelizmente nunca vi um a não
ser em fotos ou na televisão.   
    De resto,
trabalhar perto do Base Aérea nº 4 tem as suas vantagens, sempre se vê aviões
militares dos mais diversos tipos.
    Agora
começa um novo ciclo na história da aviação nos Açores, os velhos Pumas foram substituídos
pelos novos EH-101 Merlin, que são helicópteros de última geração, mas fico com
a ideia que depois de todos os serviços prestados pelos Pumas se devia
construir um monumento ou museu dedicado ao helicóptero e às suas tripulações
que tão bem serviram as ilhas, sei lá tipo um museu com um mural aonde tivesse
o nome de todas as tripulações que durante anos voaram nos céus dos Açores e
que muitas vezes arriscando a sua própria vida salvaram muitas. Dá-me pena que
não tratem da máquina como um velho militar com direito próprio a uma reforma
digna da sua importância e dos serviços prestados.


0 Responses to “Aviões.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: