08
Out
06

Paciência.

    Dizem que
paciência é uma virtude, tentem só explicar isso a alguém ansioso, para quem a
palavra paciência é inexistente no dicionário.
    Nunca fui
de ter muita paciência, aliás sempre fui impaciente com tudo. Se havia mais uma
página num livro, lia-a e acabava por ler se fosse necessário um só livro numa
noite, pois não conseguiria adormecer depois de entrar no enredo da história. Outro
exemplo, ficar à espera de uma encomenda feita on-line, adicione-se o receio de
comprar, pagar e nunca ter visto a cara das pessoas com quem havia acabado de
fazer um negócio, e temos uma verdadeira receita desastrosa. Até ao dia que
chegou.
    Quando a
razão da impaciência desaparece, leva parte de mim que se consumiu enquanto
aguardava, para além do tempo que esperei seja lá o que for. A recompensa
afinal é ver como foram as expectativas criadas satisfeitas, ver se afinal
aconteceu algum dos milhares de cenários pré concebidos na mente enquanto se
aguardava, a confirmação afinal que alguma das hipóteses estaria correcta.
    A expectativa
será proporcional à ansiedade, esta estará relacionada com o número de cenários
criados. Imagine-se o pesadelo de viver numa mente capaz de conceber milhares
de cenários, como se a vida fosse um jogo de xadrez, jogamos na expectativa de
todas as jogadas possíveis, tentando adivinhar a cada uma que seja dada, todas
as outras possíveis.
    Prémio de consolação…
    Raramente
acabo por ser surpreendido, pois todos os cenários já haviam sido imaginados,
mesmo que tenham um desfecho desfavorável há que deixar as coisas acontecer,
afinal de contas no xadrez da vida, se sabemos o que adversário irá
jogar, devemos jogar da mesma forma como jogaríamos naturalmente. Seria batota
manipular as peças no sentido de ganharmos só porque saberíamos o que pode
acontecer, porque ao fazermos semelhante jogo, deixamos de jogar naturalmente,
passamos a manipular o adversário, pior, acabamos por deixar de sermos nós próprios.
    Joga-se por
jogar, nem sempre a vitória é o objectivo porque o que interessa é o próprio
jogo em si, de certa forma o que jogo define-me como jogador.


0 Responses to “Paciência.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: