07
Out
06

A imensidão do nada.

    Parece ser algo contraditório mas o nada torna de facto
imenso. Nada haver é uma imensidão de um vazio.
    Assemelha-se
a um deserto, de estarmos sós no meio do deserto, seja o deserto de areia, gelo
ou simplesmente dentro da própria mente. Relativamente aos dois primeiros
desertos, bem esses falam por si, agora o da mente é algo completamente
diferente, neste deserto as regras e condições são outras, o único isolamento está
confinado à nossa própria consciência.
    A certa
altura, o deserto da mente torna-se a prisão da alma, e dessa já não há saída fácil,
mas como prova a história, não há prisão à prova de fugas…

 


0 Responses to “A imensidão do nada.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: