18
Set
06

Simplicidade do nada.

    O nada é simples. Não há nada a apontar.
    Desprovido
da essência o vazio é também desprovido da existência. Não existindo não pode
ser classificado, catalogado ou de outra forma descrito.
    Seria tão
simples ter a vantagem da inexistência, ao não existir seria poupado à
realidade da consciência.
    Que bom seria
se nada fossemos quando precisássemos de abster as ideias da mente.


0 Responses to “Simplicidade do nada.”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: