11
Set
06

A busca pelo cálice sagrado

    Há em todo o espírito humano um instinto de busca por alguma
coisa, por isso temos os caçadores de tesouros, exploradores dos mares e afins,
aqueles que vão além da colina para observar o que está do outro lado para nos
relatar o que viram. Mas apesar de nem todos nós estarmos à altura de navegar
através de um oceano ou explorar as pirâmides do Egipto à procura de múmias,
todos procuramos algo na nossa curta existência. Por vezes procuramos sem saber
exactamente o que é que estamos a perseguir, mas mesmo assim, continuamos à
procura. Há aqueles que procuram uma vida inteira por um raio de luz que lhes
ilumine a alma, no entanto, quando encontram o que procuram, resta-lhes
lamentar não poderem ter agarrado essa essência esquiva que é a luz, de terem
visto a mesma escapar-lhes por entre os dedos.
    Todos procuramos
algo, tal como Ponce de Leon procurou a fonte da juventude toda uma vida,
estamos condenados à busca de algo inatingível. É isso que nos dá forças para
de manhã levantarmos da cama e enfrentar o dia-a-dia. É com isso que sonhamos
quando adormecemos.
    Afinal de
contas, procuramos sempre o que sabermos estar fora do alcance, mas como prova
a história humana, foi esta busca que nos fez sair das cavernas e espreitar o
que estaria do outro lado do monte. Por mais inalcançável que sejam os sonhos,
devemos sempre ir atrás deles, pois por vezes, mesmo que apenas raramente, há
quem consiga alcançar os seus mais profundos sonhos. Por isso já tem na superfície
da lua umas quantas pegadas humanas, porque houve desde tempos primordiais quem
olhasse para a lua no firmamento e desejasse tocar-lhe.
    Mas também
houve aqueles que serviram o rei Artur, e que partiram na busca do cálice sagrado
sem sucesso…
    O
importante é a busca, porque a busca move-nos mesmo que nunca alcancemos o
objectivo, temos sempre um motivo para ir mais além, para cruzar aquele rio,
passar o monte…ir mais além.
    Por mais
simples ou complicado sejam os objectivos, há sempre a possibilidade de os
alcançar, estatisticamente falando pelo menos.


0 Responses to “A busca pelo cálice sagrado”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: