08
Set
06

Máquina do tempo!

    Todos de certo já imaginaram como seria ter uma máquina do
tempo. Talvez um DMC do filme ‘Back to the Future’ ou uma engrenagem mecânica do
tipo da descrita por H. G. Wells no livro maquina do tempo.
    Algo
simples, com um teclado e um jogo ‘Tetris’ como extra, bastaria escrever a data
de destino e pufff….Desapareceria aqui, surgiria noutro tempo. Ir uma semana à
frente para ver os números do “euro milhões” por exemplo.
    Mas ir ao
passado e não ao futuro seria um erro, muitas vezes é mais fácil imaginar
viajar no tempo em direcção ao passado invés do futuro, mas também é mais fácil
imaginar as coisas assim, afinal de contas, o passado já conhecemos e esse é
inalterável…O futuro, este é uma incógnita, nem temos bem a certeza se nos próximos
segundos ainda estaremos vivos, quanto mais imaginar como seria viajar nesse
desconhecido e inimaginável futuro.
    A questão
realmente perturbadora é tão simplesmente o que faríamos, mesmo ir ao futuro
buscar só os números da lotaria seria imoral, mas e se ficássemos a saber algo
mais, algo importante como uma catástrofe preste ao ocorrer ou um acidente ou tão
simplesmente algo mau. Deveríamos deixar de interferir, viver na agonia de
saber o que se irá passar mas não poder ou não dever fazer nada para o evitar.
    Felizmente
estas questões todas não passam do que são, especulações sobre o ‘se’.
    No entanto,
todos nós de certa forma viajamos no tempo a nível pessoal, quando nos sentamos
e imaginamos como será o dia de amanhã de certa forma estamos a viajar no
tempo, mesmo que apenas na nossa mente, mesmo assim, que devemos fazer se
soubermos o que irá acontecer se o que o amanhã apresentar for algo mau…podemos
meter baixa e ficar em casa, ou e mais dificilmente temos de seguir em frente,
mesmo sabendo que o dia seguinte não será como gostaríamos que fosse, porque no
fim de contas, não podemos ter outra alternativa senão enfrentar as coisas,
mesmo quando as conseguimos antever, boas ou más, o que o amanhã me der terei
de aceitar, mesmo já sabendo ou imaginado como será.
    Mas convém
mesmo assim ter uma certa cautela pois se estivermos sempre a imaginar cada
segundo seguinte acabaremos por viver em continua ansiedade, na expectativa de
se confirmar o mundo que simulamos na nossa mente. Mesmo sabendo quão ilógico
será fazer isso, podemos deixar-nos levar, fazer disso um hábito e quando nos
dermos conta, vivemos na expectativa, tentando decifrar o que irá acontecer,
jogando ao final de contas à defesa no jogo da vida.
    A vida, essa convém ser uma alegre surpresa
invés de uma confirmação das nossas expectativas, convém afinal de contas ser
algo que nos supreenda.


0 Responses to “Máquina do tempo!”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: