29
Ago
06

Liberdade

    Liberdade é aço derretido que se molda na forja. Quando a
quente é flexível como uma democracia surgida de um golpe de estado, a frio uma
espada rija como uma katana capaz de cortar tudo e todos.
    Não há
liberdade maior do que aquela que se encontra nas profundezas da mente, aí as
barreiras são criadas por nós mesmos, ao mesmo tempo, também a mente se torna
uma prisão que nos aprisiona, fechando-nos nas suas manhas e regras próprias. Por
vezes quando nos damos conta, a liberdade da nossa mente tornou-se a prisão da
nossa vida, limitando e impondo-nos as regras que quiser, mesmo quando não nos
apercebemos ou as compreendemos.
    Quando nada
resta a não ser um dilema entre a liberdade e as garras da paranóia já só resta
mesmo a consciência da existência para no nosso pequeno universo de reflexão sermos
livres…mas no entanto fica a questão, que liberdade afinal nos resta quando o único
sítio aonde a encontramos fica encerrado nas profundezas da mente, tão longe e
no entanto tão perto.


0 Responses to “Liberdade”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: